Moderno, confortável e com o seu jeito! Um jeito rápido e fácil de mudar seu guarda-roupa!

Arquivo da categoria: Crianças

large (4)

Quando os filhos são bebês queremos e precisamos ficar ao lado deles a todo instante, porém com o decorrer do tempo etapas necessárias para o desenvolvimento da criança se aproximam e aprender a desapegar-se da convivência diária com o pequeno é o novo desafio.

A pré-escola!

Esse é o maior passo para o inicio da independência deles e como tudo é uma novidade alguns cuidados para ajudar o filhote a se adaptar mais rápido ao novo ambiente são essenciais.

Pesquise: Faça um levantamento com outros pais sobre a administração das escolinhas e os métodos de ensino. Saber quais prioridades e a grade pedagógica do colégio é importante para que você se sinta mais seguro quando deixar seu filho lá.

Converse: Mostrar para a criança os benefícios de começar a estudar, falar dos professores, novos amiguinhos, ensino e brincadeiras colabora para aguçar a curiosidade dela, fazendo dos primeiros dias um mundo de descobertas.

Choro: É comum que eles chorem no começo e os pais têm de ser firmes nesse momento e deixa-los se encontrar no novo ambiente. Converse com professores e coordenadores, como já presenciaram essa cena muitas vezes, eles podem te ajudar.

Participe: É indispensável à participação da família na vida escolar dos pequenos, frequente as reuniões e festinhas abertas da escola. Eles se sentem satisfeitos ao notarem a presença dos pais perto dos amiguinhos e mestres.

Sem culpa: Não se sinta culpado por deixar seu filho na escola, mesmo quando ainda bebê, essa é uma fase que aconteceria de qualquer forma e se escolheu bem o local para deixa-lo, não há a necessidade de entrar em neura. Faça suas atividades tranquilamente e pense sempre que ele está se divertindo e aprendendo.


large (1)

 

Quando seu filho ainda é um bebê, que mal consegue sentar sem sua ajuda, você escolhe as roupas, o que ele vai comer e controla os horários de sono, porém com o tempo ele cresce e passa a formar opinião sobre as escolhas dos pais.

Essa é uma fase normal, nesse momento eles estão descobrindo a infinidade de opções que têm ao redor e como ainda são muito pequenos não sabem exatamente qual o melhor para a situação, seja em questão de necessidade ou financeira, cabe então à família manter-se firme para que acatem as ordens dadas. Mostrar a criança o porquê de ter ou não ter algo é essencial para que as coisas não saiam do controle.

Imaginem a situação:

Vocês estão em uma loja e de repente seu filho vê uma peça de vestuário que lhe chama atenção.

Há duas opções – Não atender ao pedido da criança ou estimulá-la a fazer suas próprias escolhas, tudo sempre dentro de limites impostos, afinal, muito autonomia pode virar tirania.

A dica é sempre escolher as peças que você quer e a partir dessa seleção manda-lo optar por uma das combinações pré-selecionadas.


9

 

A família tem um papel fundamental na vida da criança: Educar!

Educação infantil não nasce dentro das salas de aula, os pais são os maiores responsáveis pelo alicerce educacional de seus filhos, ou seja, a base do caráter de alguém é formada dentro de casa.

O papel dos colégios é auxiliar a criança no âmbito docente, educá-la para vida de maneira que o conteúdo necessário (leitura, português, matemática, etc), seja compreendido pelos pequenos. O papel dos pais é lhes ensinar valores relacionados a respeito, comprometimento com as tarefas e ajuda-los a entender e vencer os obstáculos que surgem no decorrer do tempo.

O que muitos ignoram é a importância dessa relação.  Atualmente vemos muitos casos de problemas na escola resultados de problemas familiares, o primeiro passo para evitar consequências que abalem psicologicamente seu filho é lhes dar a atenção e carinho necessários (Nunca demais e nem de menos), para que ele possa se sentir seguro nas escolhas que fizer.

Outro ponto importante está ligado a presença dos pais na vida escolar das crianças, afinal, o professor, apesar de preparado para essas situações, não pode ser o responsável por todo o apoio que elas precisam.

Dar liberdade aos filhos é essencial, mas continuar ao lado deles durante todo o processo de crescimento é fundamental para que ele seja um adulto melhor.

 


Diversão

 

Jogos são atividades lúdicas, que estimulam o pensamento, aguçam a curiosidade e desenvolvem a capacidade cognitiva. Eles colaboram, ainda, para que a criança expresse desejos, imaginação e experiências reais simbolicamente.

Por ser uma atividade distante de interesse material ou geração de lucro, os jogos infantis, praticados dentro dos limites, proporcionam a formação de grupos sociais, ajudando a criança a se enturmar em novos ambientes.

Quando pequenas tudo para elas é diversão, desde brincadeiras simples como “vivo-morto”  ou pique-esconde até as mais livres que inventam no momento, ao seu jeito, transmitindo sentimentos, fantasias e ideias. Brincar estimula o raciocínio, o tato para novas descobertas e sensações como paciência, persistência e perseverança.

As crianças que participam de atividades que as desafiam aprendem que perder é algo normal e percebem que sempre há novas chances de se ganhar.

Lembre-se: Para que seja uma experiência prazerosa e divertida, a iniciativa de jogar deve partir dos próprios pequenos.

 

 

 


 

 

MaisCom as novas tecnologias em ascensão, é cada vez mais difícil impedir que crianças interajam com elas, porém cabe aos pais controlarem o acesso a determinadas informações. Pesquisas apontam que ao ver vídeos infantis em canais, como o Youtube, elas ficam de dois a quatro cliques de conteúdos adultos. As redes sociais também são outro impasse, com muitos jogos disponíveis, são atrativas e o papel da família, nesse caso, é monitorar quem são as pessoas que fazem parte do círculo de amigos dos pequenos.

Orientá-los quanto aos perigos da internet é essencial para que sejam usuários responsáveis. Apresentar a eles sites com conteúdos interativos e lúdicos colabora com o desenvolvimento cultural, perceptivo e o torna mais curioso.

Plataformas digitais como jogos de perguntas, bilíngues, programas animados e livros são as ferramentas mais indicadas para a iniciação da criança nos computadores, pois além de serem divertidas e educativas essas atividades exigem atenção para que sejam realizadas.

Lembre-se!

Instale um programa antivírus em seus aparelhos, isso evita que as maquinas sejam danificadas.

Atualmente existem programas “espião”, sua utilidade é monitorar os conteúdos gerados a partir do seu computador, se as crianças o utilizam com frequência, vale a pena instalá-lo.

 


Bebe PC

Com o avanço tecnológico os meios de informação já não são como antes. Radio e televisão passaram a ser, apenas, mais uma opção para o consumo de noticias e entretenimento. Computadores, celulares e agora os tablets são introduzidos cada vez mais cedo na vida das pessoas, incluindo as crianças. Falando nelas, atualmente muitos estudos comprovam que com o tempo administrado da maneira correta, o publico infantil só tem a ganhar com o uso dessas ferramentas.

O ideal é que os pais proporcionem atividades condizentes com a idade dos pequenos, com a quantidade de conteúdos gerados diariamente na web é necessário que eles escolham o que os filhos jogam e leem, colaborando para que desenvolvam maneiras de explorar seu intelecto e construam valores humanos e éticos, ou seja, monitorar o que seu filho acessa é essencial para que a internet seja mais um passo na construção de seu caráter.

Educação e tecnologia são campos que se relacionam, por isso é essencial que haja não apenas a introdução dos computadores nas salas de aulas, mas também a contextualização desse processo no dia a dia delas.

As crianças de hoje serão o futuro de amanhã, por isso conecta-las e acostuma-las a esse universo funciona como uma escada na formação de cidadãos incluídos digitalmente.


Leitura

 

O habito de ler deve ser introduzido na vida da criança desde muito cedo. É preciso lembrar que além da leitura escrita há a visual, ou seja, estimular seu filho com livros que contenham figuras já o ajuda, não só, no desenvolvimento da imaginação como também no de suas emoções.

Esse contato é essencial para que o interesse pelo universo do conhecimento seja despertado. E o estimulo dos pais nessa hora é muito importante, então , enquanto ele ainda é muito pequeno para ler e escolher as historias sozinho, leia com ele, você não vai apenas ajudar seu filho, mas criar laços mais fortes entre vocês.

Os benefícios da leitura infantil:

Transformação do individuo: Ela torna a criança mais ativa e a responsabiliza pela aprendizagem. Assim ela passa a entender o contexto em que vive.

Diversão: Ler é uma atividade recreativa, que se desenvolvida logo, será sempre prazerosa.

Âmbito escolar: A leitura é fundamental para que se adquira conhecimento.

Comunicação: Torna a pessoa capaz de expressar melhor suas ideias.